• kilambacityfc

Kilamba City FC promete subida rápida ao Girabola

Atualizado: 21 de Ago de 2020

A equipa do Kilamba City FC vai competir na presente época desportiva no torneio zonal de apuramento ao Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola’2021/22, com o intuito de ascender à principal prova do país.




O anúncio foi feito, ontem, ao Jornal de Angola, pelo dono e ex-presidente do clube, Dino Paulo, que explicou o objectivo da agremiação fundada a 11 de Junho de 2019.


“Tudo vai depender de como vamos montar a equipa. Se formos buscar bons jogadores, acredito que temos potencial para lá chegarmos, porque tenho confiança no treinador, que trabalha muito bem”, disse.

O também ex-Director Executivo da Federação Angolana de Futebol (FAF), no elenco de Artur de Almeida e Silva, fez saber que a equipa antes vai disputar o Campeonato Provincial de Luanda, para que possa jogar o torneio de apuramento ao Girabola.


“Este ano, vamos disputar o zonal de apuramento ao Girabola. A nossa intenção, é subir já nesta época à I Divisão Nacional”, avançou Dino Paulo.

Questionado sobre como está a ser preparada a aparição da equipa na competição que se avizinha, anunciou que o plantel vai contar com alguns atletas dispensados do Petro de Luanda, 1º de Agosto, Interclube, Academia de Futebol de Angola (AFA) e Progresso Sambizanga.

“Estamos a preparar-nos bem, na fase da constituição da equipa. Temos estado a trabalhar com alguns clubes para a cedência de jogadores”, explica o dirigente.


O proprietário do Kilamba City revelou que a equipa técnica, liderada pelo treinador Victor Covilhã, vai trabalhar com 23 atletas, devido aos parcos recursos financeiros do clube. “Vamos apostar num modelo de um plantel muito curto, com o máximo de 23 jogadores, e 90 por cento dos 17 aos 23 anos. E cerca de 10 por cento, três ou quatro, com idades não superior aos 28”, sublinha.

Na época passada, o Kilamba City FC competiu no provincial de Luanda na classe sénior, ao lado das equipas de reservas do Petro de Luanda, 1º de Agosto e ASA.


“Queremos ser vistos, pelo menos nos próximos sete anos como uma equipa que potencia jovens atletas no mercado nacional e exterior, que os grandes do país vejam como um clube a quem possam emprestar os jogadores”, destaca o dirigente.

Desde a fundação, a equipa treinou num dos campos anexos do Estádio Nacional 11 de Novembro.

Para esta temporada, Dino Paulo preparou um orçamento de 40 milhões de kwanzas. “No ano passado, no Campeonato Provincial gastámos cerca de dois milhões de kwanzas, com a logística e o pagamento da arbitragem”, declarou.


Fonte: Jornal de Angola

248 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo